Dia da África marca a COP 22

 

Esta quarta-feira foi o Dia de África na COP 22, em Marrakesh. Líderes mundiais discursaram e negociaram para o cumprimento do Acordo de Paris para diminuir a emissão de gases de efeito estufa.

O objetivo principal do Dia de África era dar uma oportunidade de examinar criticamente as implicações da implementação das contribuições nacionais (PADs) dos países africanos no âmbito do Acordo de Paris e a Iniciativa Africano das Energias Renováveis (RINA) e suas implicações para o desenvolvimento do continente.

Prof. Youba Sokona, vice-presidente do IPCC, disse que “os sistemas de energia renováveis são muitas vezes a opção menos onerosa”, acrescentando que “as instituições e as pessoas devem incorporar essas tecnologias.”

A iniciativa Africana para as Energias Renováveis visa atingir pelo menos 10 GW de capacidade adicional e produção de energia nova a partir de fontes de energia renováveis até 2020, e mobilizar o potencial africano para produzir pelo 300 GW em 2030.

foi lançada a campanha “Africa we want”  com depoimentos de cidadãos de todas as nações africanas, em vários idiomas e dialetos, denunciando as mazelas ambientais, que é necessária ajuda para ter a Àfrica que todos querem.