Brasil buscará recursos financeiros na COP 25, diz Salles

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles
(Foto: Gilberto Soares/ MMA)

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que o Brasil vai buscar recursos estrangeiros para a área ambiental durante a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP 25), que começará no dia 02 de dezembro, em Madri.

O ministro se refere a distribuição de um fundo de US$100 bilhões por ano para custear iniciativas de países emergentes para combate às mudanças climáticas. Para Salles, o Brasil presta serviços ambientais ao planeta com um índice de conservação considerável e, por isso, deve receber uma compensação financeira.

Questionado sobre a meta do governo brasileiro para reduzir o desmatamento na região da Amazônia, Salles afirmou que o governo está mais preocupado em criar uma estratégia do que uma meta numérica.

“Mais importante do que estabelecer metas numéricas é estabelecer uma estratégia, que é o alinhamento do governo federal com os Estados”.

Na reunião, o ministro apresentou uma série de propostas com o slogan “ambientalismo de resultado: incluir para preservar”, que aborda regularização fundiária; zoneamento econômico e ecológico; monetização e bioeconomia.

STF

Os governadores da Amazônia Legal recorreram ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, para receber R$430 milhões.

O valor é uma parte dos recursos recuperados pela Operação Lava Jato. Em setembro, o STF decidiu que os recursos seriam repassados aos estados da Amazônia para a prevenção do desmatamento na região.

Os governadores pediram que o dinheiro seja repassado diretamente aos cofres estaduais. O pedido contraria o governo, que decidiu que os recursos sejam encaminhados aos ministérios da Agricultura e Meio Ambiente, para depois ser depositado para os estados.

“Não houve qualquer avanço […] O que viemos pleitear é que essa dinâmica resultará, muito provavelmente, é que vamos chegar a 2020 sem qualquer execução desses recursos”, afirmou Hélder Barbalho, governador do Pará.

** Com informações do Estadão e o Globo