Investidores pedem comprometimento com combate às mudanças climáticas

(Foto: Pixabay)

Um grupo de 631 investidores internacionais apresentou uma declaração, na COP 25, em que pede aos governos que intensifiquem os esforços para atingir as metas do Acordo de Paris e combater à mudança climática.

Na “Declaração de Investidores Globais aos Governos sobre Mudança Climática”, o grupo, que administra mais de US$37 trilhões em ativos, insta a eliminação gradual de energia térmica do carvão, a precificação das emissões de carbono, o fim dos subsídios aos combustíveis fósseis e fortalece as Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDC) do Acordo de Paris.

Os signatários advertem que os atuais compromissos governamentais deixam uma “lacuna de ambição” que não impedirá que a temperatura média global ultrapasse 1,5ºC, algo que a ciência alerta que poderia desencadear efeitos catastróficos e irreversíveis no clima global.

A declaração é uma ação da The Inverstor Agenda, uma iniciativa fundada por sete grupos de investidores para acelerar e ampliar as ações dos investidores no combate às mudanças climáticas.

“Os investidores estão cientes de que os governos deveriam ser muito mais ambiciosos na abordagem da mudança climática. A ciência mostra que precisamos alcançar a neutralidade climática até 2050, no mais tardar. Várias economias já estabeleceram metas de emissões líquidas zero e outros países devem agora seguir seu exemplo”, diz Stephanie Pfeifer, CEO do Institutional Investors Group on Climate Change (IIGCC), um dos fundadores do The Investor Agenda.

De acordo com o relatório anual da iniciativa, desde 2018, mais de 750 investidores se envolveram ou influenciaram diretamente as empresas para agir sobre mudança do clima, e mais de 400 intensificaram sua própria divulgação de informações sobre clima, sendo que 260 deles estabeleceram metas climáticas para seus investimentos.

Para ler a íntegra da Declaração de Investidores Globais aos Governos sobre Mudança Climática, clique aqui.