Países poluentes devem pagar por preservação da Amazônia, diz Salles

(Foto: Reprodução Twitter)

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, defendeu que os países poluidores paguem por medidas de preservação para países que ainda possuem floresta, durante o encontro “Um diálogo sobre a ambição climática” na COP 25.

Para Salles, os serviços ecossistêmicos “precisam ser remunerados para serem valorizados”. A monetização dos recursos ambientais foi uma das propostas apresentadas pelo ministro em novembro para combater o desmatamento e as queimadas na Amazônia. 

Salles também ressaltou que o Brasil pretende trabalhar no COP para conseguir uma fórmula para que os principais emissores de gases de efeito estufa se “responsabilizem efetivamente por aquilo que produziram”, como previsto pelo artigo 6º do Acordo de Paris.

O ministro também afirmou que a agenda da bioeconomia precisa ser revertida em recursos para que “atividades ilegais” não virarem um atrativo para os moradores da Amazônia.

** Com informações do G1