No mundo, mais de 1200 leis foram criadas para combater mudança climática

(Foto: Reprodução)

Países em todo o mundo adotaram mais de 1.200 leis para conter as mudanças climáticas e limitar o avanço do aquecimento global. É o que revela um estudo divulgado ontem em Bonn na Alemanha.

Segundo a chefe da ONU para mudanças climáticas Patricia Espinosa, “a maioria dos países tem uma base legal na qual as ações futuras podem ser construídas”.

Realizado pela London School of Economics (LSE), o estudo revisou as leis e políticas executivas em 164 países, desde cortes nacionais em gases de efeito estufa até reduções em emissões em setores como transporte, geração de energia ou indústria.

Desde a criação do Acordo de Paris em 2015, 47 leis foram aprovadas. Para o co-diretor do Grantham Research Institute sobre Mudanças Climáticas e Meio Ambiente da LSE, Samuel Fankhauser, a legislação é muitas vezes complicadas de se desfazer.

“Se você tem um corpo tão grande de 1.200 leis é difícil reverter”, afirmou Fankhauser, durante coletiva de imprensa.

O estudo também revelou que os países em desenvolvimento estão criando mais leis, porém há muitas nações que não possuem ainda leis climáticas, como é o caso de Comores, Sudão e Somália.

** Com informações da Reuters