Recife é primeira cidade brasileira a declarar emergência climática

O prefeito de Recife, Geraldo Julio, decretou Emergência Climática no município
(Foto: Andréa Rêgo Barros/ Prefeitura da Cidade de Recife)

O prefeito de Recife, Geraldo Julio, assinou o decreto que reconhece a Emergência Climática no município para estabelecer diretrizes para combatê-la, durante a Conferência Brasileira de Mudança Climática (CBMC).

O documento determina que as políticas públicas após a declaração de emergência devem priorizar as comunidades vulneráveis, as históricas e as impactadas por injustiças ambientais. Além de medidas para neutralizar as emissões de gases de efeito estufa até 2050.

“Em um tempo em que há pessoas querendo esconder que é importante debater a crise climática, o Recife quer sim dialogar a respeito e assumir o compromisso com a redução da emissão de Gases de Efeito Estufa”, disse.

Com o decreto, Recife passa a integrar um movimento internacional com mais de mil governos e entidades de 18 países que declararam emergência climática. 

O prefeito Geraldo Julio também anunciou o lançamento do Plano de Adaptação Climática do Recife, que analisará os riscos e as vulnerabilidades climáticas e criará estratégias de adaptação para Recife.

O plano terá 14 medidas para aumentar a resiliência em seis vulnerabilidades do município em relação à mudança climática: inundações, deslizamentos, doenças transmissíveis, ondas de calor, seca meteorológica e elevação do nível do mar.

** Com informações da Prefeitura de Recife