Hoje é Dia Mundial de Combate à Desertificação e à Seca

Dia Mundial de Combate à Desertificação e à Seca
(Foto: Reprodução)

Nesta sexta-feira (17) é celebrado o Dia Mundial de Combate à Desertificação e à Seca. A data foi instituída em 1994 pela Organização das Nações Unidas (ONU) para sensibilizar os governos em todo o mundo da necessidade de combater a desertificação e a seca.

Ambas são consequências dos danos provocados pelas ações humanas na natureza, principalmente pelo fortalecimento do aquecimento global. A desertificação é caracterizada pela perda da capacidade de renovação biológica dos recursos naturais das zonas áridas e semi-áridas, e a seca é um fenômeno natural em que há o déficit de água por um extenso período de tempo.

O combate à desertificação começou a ser discutido em 1972, durante a Conferência Internacional sobre o Meio Ambiente Humano (também conhecida como Conferência de Estocolmo), quando foram detectados os primeiros sinais da intensa devastação ambiental – caracterizada pela pobreza, fome e destruição de recursos naturais, como água e o solo – além de um intenso movimento migratório na África.

Logo se constatou que tal fenômeno não ocorria exclusivamente no continente africano e sim em todos os continentes, com exceção da Antártica. Cinco anos depois, foi realizada a Conferência nas Nações Unidas sobre Desertificação, resultando na consolidação mundial do tema, a introdução de debates em diversos países sobre o assunto e a criação do Plano de Ação Mundial contra a Desertificação.

Com poucos resultados obtidos para reverter à degradação, países com problemas de desertificação se uniram e propuseram a criação de uma conferência sobre o tema na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio 92).

Um dos resultados da Rio 92 foi a elaboração da Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação nos Países Afetados por Seca Grave e/ou Desertificação, particularmente na África (UNCCD), que entrou em vigor em 26 de dezembro de 1996.

Atualmente, o combate à desertificação e à seca é um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, elaborados pela ONU para tornar o mundo mais próspero, igualitário, pacífico e sustentável.