Hoje é Dia Mundial do Vento

(Foto: Pixabay)

A data criada pelo Conselho Global de Energia Eólica (GWEC, sigla em inglês) e a Associação Europeia de Energia Eólica para informar sobre a importância do vento como energia renovável.

O vento é usado como força propulsora desde a antiguidade. Ele era aproveitado para impulsionar as velas dos barcos e nos moinhos, para bombear água ou moer grãos para obter farinha. Com o avanço da tecnologia, a energia eólica surgiu na década de 1970, durante a crise do petróleo na Europa como alternativa para a produção de eletricidade.

Os aerogeradores, como são chamados os moinhos de vento, são posicionados estrategicamente em áreas em que os ventos são fortes. Quando o vento bate nos aerogeradores, as pás da turbina giram, produzindo energia elétrica.

Desta forma, a energia eólica é uma importante aliada para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, como o gás carbônico (CO2), emitidas pelos combustíveis fósseis e ser uma fonte de energia contínua e ininterrupta.

O Brasil é o quinto país com maior capacidade instalada de geração de energia eólica no mundo, segundo o ranking do GWEC. O país também ocupa a nona posição na lista de capacidade de geração eólica acumulada, com 10.740 Megawatts.