General Franklimberg comandará a Funai

(Foto: Mário Vilela/ Funai)

Mais um militar no governo Bolsonaro. O general Franklimberg Ribeiro de Freitas foi escolhido pela ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, para presidir a Fundação Nacional do Índio (Funai), que está subordinada a pasta.

Em nota, a Funai ressaltou que o general coordenou, entre maio de 2017 a abril de 2018, um parecer sobre o projeto de lei que altera o Estatuto dos Povos Indígenas.

A medida foi criticada pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), que alertou que com a mudança no estatuto, os povos indígenas só teriam direito à demarcação das terras que estivessem sob sua posse antes da promulgação da Constituição Federal.

Segundo a assessoria da Funai, antes de presidi-la, Franklimberg coordenou em Roraima uma ação que visava a retirada de garimpeiros da Terra Indígena Yanomami, em 2010 e 2012, e uma operação que permitiu a demarcação da Terra Indígena Kayabi, localizada no norte do Mato Grosso e sudoeste do Pará.

** Com informações da Agência Brasil