Pernambuco cria projeto para ampliar feiras agroecológicas

(Foto: Divulgação)

O Governo de Pernambuco enviou um projeto de lei à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), que instituirá a Política Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica e fortalecerá a agroecologia e a produção orgânica.

A proposta prevê o fortalecimento e a ampliação das feiras agroecológicas, promoção da agroecologia, fortalecimento da produção agropecuária orgânica, reforçar as ações de desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida das populações do campo e da cidade.

A iniciativa dialoga diretamente com o Programa Estadual de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PEAAF), o Programa de Alimentação Saudável do Nordeste (PAS/NE) e a Política Estadual de Agroecologia.

O Plano Estadual de Agroecologia será gerido pela Comissão Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica, que abrange desde a transição da agricultura familiar tradicional para a agricultura de base agroecológica até as políticas de crédito rural.

“Com as ações do Circuito Pernambuco Orgânico, o Recife já é a capital com a maior rede de feiras orgânicas do País, e a partir do Plano Estadual de Agroecologia vamos atuar intensamente para interiorizar esses espaços de comercialização de alimentos saudáveis e incentivar, cada vez mais, a transição de agricultores e agricultoras da produção tradicional para a produção agroecológica”, explicou Dilson Peixoto, secretário de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco.

Com 121 espaços agroecológicos, Pernambuco é atualmente o estado com a maior rede de feiras orgânicas do Nordeste e o segundo do país, atrás apenas de São Paulo.