Aquecimento global pode mudar rotação da Terra

(Foto: Pixabay)

Novo estudo da Agência Espacial Americana (NASA) aponta que o descongelamento dos polos está sobrecarregando as laterais do planeta, o que torna o eixo de rotação da Terra menos estável.

Mas isso não é conclusivo. Segundo os cientistas, outros dois fatores são o “surgimento” de rochas onde havia a camada de gelo e a convecção do manto, causada pelos movimentos de rochas antes  presas nas profundezas da terra.

Dados da NASA revelam que a camada de gelo da Groenlândia já perdeu massa equivalente a 7,5 bilhões de toneladas com o aquecimento do planeta.

“Uma massa que está a 45 graus em relação ao Polo Norte, que é a Groenlândia, ou em relação ao Polo Sul, como as geleiras da Patagônia, ao se deslocar, terá um impacto maior em modificar o eixo sobre o qual a Terra se desloca do que a movimentação de uma massa que está logo ao lado do polo”, explica Eric Ivins, coautor do estudo.

Cálculos feitos pelos pesquisadores apontaram que o eixo de rotação da Terra se deslocou cerca de 10 centímetros por ano durante o século 20, o que representa 10 metros ao longo do século.

** Com informações do UOL