Vale é condenada a pagar danos por rompimento em Brumadinho

Imagem do rompimento da barragem em Brumadinho (Foto: Divulgação Corpo de Bombeiros)

O juiz Elton Pupo Nogueira, da 6ª Vara da Fazenda Pública de Belo Horizonte (MG), condenou a Vale a pagar todos os danos causados pelo rompimento da barragem em Brumadinho, quase seis meses após a tragédia.

Segundo o magistrado, o dano “não se limita às mortes decorrentes do evento, pois afeta também o meio ambiente local e regional, além da atividade econômica exercida nas regiões atingidas.”

A justiça ainda não determinou a quantia que deverá ser paga pela Vale, manteve o bloqueio cautelar de R$11 bilhões para garantir a indenização e autorizou que metade deste valor seja substituído por outras garantias, como fiança bancária.

Esta é a primeira condenação da mineradora no caso. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 247 pessoas morreram e 23 continuam desaparecidas.

A mineradora também responde a um processo no Tribunal Regional do Trabalho, em que já foi determinado o bloqueio de R$ 1,6 bilhões para garantir as indenizações dos funcionários e familiares.

** Com informações do G1