Bolsonaro diz em Davos que Brasil ficará no Acordo do Clima

(Foto: World Economic Forum/ Christian Clavadetscher)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil não vai deixar o Acordo de Paris, em encontro com CEOs no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

Em seu discurso mais cedo no evento, Bolsonaro já havia mostrado a sua decisão quando afirmou que o Brasil atuará em “sintonia com o mundo” na redução das emissões de gases poluentes.

“O que podemos aperfeiçoar faremos. E nós pretendemos estar sintonizados com o mundo na busca pela redução de CO2 e na preservação do meio ambiente”, disse.

“O meio ambiente tem que estar casado com desenvolvimento, nem para um lado nem para o outro. Nós temos o agronegócio, que é de conhecimento de todos. A parte da agricultura ocupa menos de 9% do território nacional e a pecuária, 20%. Hoje 30% do Brasil são florestas. Então, damos exemplo para o mundo”, afirmou.

O presidente interino, Hamilton Mourão, também afirmou que o Brasil não pode fugir da questão ambiental. “Às vezes alguns ruídos acontecem, mas a gente não pode fugir desta questão ambiental, do clima. O presidente tem plena consciência disso e deixou claro isso no discurso”.

Bolsonaro também defendeu o Brasil como destino turístico em Davos. “Somos um dos primeiros países em belezas naturais, mas não estamos entre os 40 destinos turísticos mais visitados do mundo. Conheçam a nossa Amazônia, nossas praias, nossas cidades e nosso Pantanal. O Brasil é um paraíso, mas ainda é pouco conhecido!”.

** Com informações da BBC