Bolsonaro volta atrás e afirma que pode não ter fusão entre ministérios

(Foto: EBC)

Em entrevista à emissões de TV Católicas, o presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou que os ministérios do Meio Ambiente e Agricultura deverão ser separados no seu governo.

Na terça-feira, o deputado Onyx Lorenzoni, indicado para o ministério da Casa Civil na nova administração, anunciou a unificação dos ministérios. A medida foi criticada por empresários, organizações ambientalistas, políticos e representantes do agronegócio.

“Havia uma ideia de fusão, mas pelo que parece será modificada. Pelo que tudo indica, serão dois ministérios distintos”, disse o ex-capitão.

Bolsonaro ainda afirmou que pretende proteger o meio ambiente, mas que a conservação da natureza não pode ser um empecilho para o progresso do país.

“O Brasil é o país que mais protege o meio ambiente. Nós pretendemos proteger o meio ambiente, sim, mas não criar dificuldades para o nosso progresso. Mas uma pessoa voltada para proteger o meio ambiente sem o caráter xiita, como foi em outros governos”, argumentou Bolsonaro.

** Com informações do G1