Brasil e China vão monitorar desmatamento com novo satélite

(Foto: Pixabay)

A Agência Espacial Brasileira (AEB) e a Administração Nacional Espacial da China anunciaram o lançamento de um satélite de sensoriamento remoto, o Cbers-4A, em 2019, que permitirá o monitoramento do meio ambiente.

O programa permitirá o monitoramento do desmatamento, de desastres naturais, a expansão da agricultura, de cidades, entre outros.

A iniciativa faz parte do Programa Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (Cbers), uma parceria de 30 anos entre Brasil e China que permitiu a produção de cinco satélites. Apenas o Cbers-4, lançado em dezembro de 2014, continua em operação e hoje, mais de 20 mil instituições brasileiras usam as suas imagens.

O Cbers-4A será o sexto lançado e custa cerca de R$ 120 milhões para cada país. As imagens capturadas também serão usadas por mais de 20 nações da América do Sul, do sul da África e do Sudeste Asiático.

** Com informações da Agência Brasil