DiCaprio e Obama se unem para combater as mudanças climáticas

(Foto: Yuri Gripas/ Reuters)

Com a entrada do Acordo de Paris em vigor nas próximas semanas nos Estados Unidos, o presidente americano Barack Obama e o ator e mensageiro da paz da ONU, Leonardo DiCaprio, convocaram uma mobilização para a tomada de medidas na “corrida contra o tempo” para conter o aquecimento global.

O encontro ocorreu no debate sobre questões climáticas promovido no último dia do festival South By South Lawn, evento organizado pela Casa Branca para fomentar ideias inovadoras.

Durante a conversa, DiCaprio se mostrou preocupado com as sondagens eleitorais, que apontam o “meio ambiente” um dos temas com menos relevância aos eleitores americanos, e mencionou os “políticos céticos” em relação às mudanças climáticas.

“Se você não acredita na mudança climática, se você não acredita nos fatos e na ciência, na minha humilde opinião não deveria exercer um cargo público”, declarou.

O ator fez referência às declarações do candidato à presidência dos EUA, Donald Trump, que questionou a existência do aquecimento global e afirmou que irá retirar todos os fundos do país para a ONU que estejam relacionados com o as mudanças climáticas, entre eles o Acordo de Paris. Além de ressuscitar o polêmico projeto do oleoduto Keystone XL, que o governo de Obama vetou em 2015 por causa do impacto ambiental.

O presidente Barack Obama reforçou que não há espaço para a “negação” do aquecimento global, nem para “políticas obstrucionistas”, e explicou que apesar das mudanças climáticas parecerem difíceis de resolver politicamente, o impacto de muitas decisões só irá aparecer mais tarde. Portanto, é necessário agir agora, “estamos realmente numa corrida contra o tempo”.

“Para resolver este problema vamos precisar de uma inovação extraordinária, em coisas como o armazenamento de energia eólica e solar. Isso vai requerer mobilização de pessoas e, em última instância, que se expresse nas urnas”, acrescentou Obama.

Durante o evento, Barack também defendeu como alternativa o seu Plano de Energia Limpa, que estabelece uma série de cortes nas emissões de carbono e dá flexibilidade aos estados para decidir como atingir as metas propostas no Acordo de Paris. Porém, o documento está bloqueado desde fevereiro pelo Tribunal Supremo dos Estados Unidos.

Após o debate, que também contou com a participação da cientista Katharine, o ator e produtor Leonardo DiCaprio apresentou o seu novo documentário “Before The Flood” (Antes do Dilúvio, em português), um projeto de três anos que conta com a participação de Barack Obama e do Papa Francisco. Confira o trailer abaixo:

** Com informações do Diário de Notícias de Portugal