Grandes cidades terão condições climáticas inéditas, aponta pesquisa

(Foto: Unsplash)

Se as temperaturas subirem mais meio grau, 22% das grandes cidades no mundo enfrentarão condições climáticas “inéditas” até 2050, alerta novo estudo da universidade de ciência e tecnologia ETH Zurich.

A pesquisa analisou 520 cidades com população superior a 1 milhão de habitantes e é a primeira análise global das alterações prováveis nas condições climáticas de grandes cidades resultantes do aquecimento global.

De acordo com os cientistas, 77% das cidades analisadas vão testemunhar uma mudança notável nas condições climáticas, como secas extremas e inundações. 

As cidades tropicais sofrerão os impactos mais fortes da mudança do clima e terão alterações menores na temperatura média.

A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que quase 70% da população mundial estarão morando em áreas urbanas até a metade do século.

Nações mais pobres enfrentarão desafios consideráveis, como populações que carecem de serviços básicos e correm risco cada vez maior de desastres climáticos.

** Com informações da Agência Brasil