Suprema Corte dos EUA continua processo sob mudança climática

(Foto: Claire Anderson/ Unsplash)

A Suprema Corte norte-americana rejeitou o pedido do presidente Donald Trump para suspender o julgamento do processo que acusa o governo dos Estados Unidos de negligenciar os perigos das mudanças climáticas. O processo é movido por 21 jovens, com idade entre 11 e 22 anos.

O Departamento de Justiça argumenta que deixar o caso prosseguir é oneroso e inconstitucional, coloca os tribunais contra o poder executivo e força funcionários a responder perguntas sobre a mudança climática.

Além disso, o órgão federal afirmou que não há direito a “um sistema climático capaz de sustentar a vida humana” e que o tribunal não é o local apropriado para um debate sobre a política de mudança climática.

Agora o governo Trump irá enfrentar um exame de alto nível da política de mudança climática durante o julgamento, que estava previsto para começar no último dia 29, mas foi adiado.

“Independentemente do que (o presidente Donald Trump) tente fazer, ou quando chegarmos ao tribunal, os incêndios ao redor da minha fazenda no Oregon continuam piorando, os invernos continuam esquentando, o mar continua subindo e nossos políticos continuam mentindo”, afirmou Jacob Lebel, um dos requerentes durante um comício.

Em julho, a Suprema Corte também rejeitou o pedido da atual administração para suspender a ação. O governo ainda pode argumentar a anulação e alguns Juízes conservadores indicaram que podem votar favorável ao governo.

** Com informações da Reuters