Começa Fórum de Davos com o desafio de promover agendas sociais e ambientais

(Foto: Reprodução Twitter World Economic Forum)

O fundador e presidente executivo do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab, convocou todos os participantes e parceiros do fórum a se comprometerem a alcançar as emissões líquidas de carbono zero no mais tardar em 2050

Carta enviada por Klaus Schwab destaca o tom urgente da reunião deste ano, que visa implementar medidas concretas para um mundo coeso e sustentável. A mudança ocorre quando os stakeholders do Fórum implementam uma série de medidas para promover as agendas sociais e ambientais

Suíça, 20 de janeiro de 2020

O Fórum Econômico Mundial começa em Davos (Suiça), comprometido com a melhoria do estado do mundo para moldar agendas globais, regionais e setoriais. Klaus Schwab, fundador e presidente executivo do Fórum Econômico Mundial, escreveu uma carta a todos os participantes e parceiros do fórum, pedindo para enfrentar a questão urgente da mudança climática, comprometendo-se a zero com emissões de carbono até o mais tardar em 2050.

Segundo divulgação do Fórum, espera-se que várias iniciativas sejam lançadas ou avancem nesta semana:

1. Relatório ESG: Um desafio comum para empresas que buscam agir sobre o clima é a falta de um padrão de medição aceito globalmente. A comunidade internacional de negócios, com 140 participantes, se reúne nesta semana para revisar e adotar propostas que possam levar a questão climática para um outro patamar.

2. Aliança Net-Zero Asset Owners: Uma coalizão de investidores institucionais com quase US $ 4 trilhões sob gestão se comprometeu a mudar suas carteiras para emissões líquidas zero até 2050. Os participantes da aliança são algumas das maiores seguradoras e fundos de pensão do mundo. A aliança fará uma atualização das suas atividades durante uma coletiva de imprensa em Davos.

3. Plataforma possível de missão: uma parceria público-privada destinada a ajudar indústrias que dependem fortemente de combustíveis fósseis – como aviação, marítimo, caminhões, produtos químicos e ferro e aço – a fazer a transição para um futuro líquido zero. Os diretores executivos dessas indústrias se reunirão em Davos para discutir as intervenções de tecnologia, financiamento e políticas necessárias para uma transição de baixo carbono.

4. 1t.org: Enquanto a batalha contra as mudanças climáticas só pode ser vencida a partir de mudanças sistêmicas nos setores financeiro, industrial e de energia, é possível obter apoio vital no esforço de reduzir os níveis de gases de efeito estufa na atmosfera com a adoção de soluções baseadas na natureza. Para apoiar isso, uma nova plataforma, 1t.org, será lançada para coordenar e ampliar os esforços para plantar ou restaurar 1 trilhão de árvores até o final da década.

(*) Carta Agindo sobre as mudanças climáticas

“Prezado participante da Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial de 2020. A oportunidade e a necessidade de empresas e investidores mostrarem liderança nas mudanças climáticas são mais eminentes do que nunca.

O compromisso de ajudar a lidar com a questão urgente da mudança climática também está alinhado com o imperativo dos stakeholder no Manifesto de Davos de 2020 e o tema da 50ª Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial: Partes Interessadas para um Mundo Coeso e Sustentável.

Consequentemente, como líder de uma das principais empresas globais do mundo e um parceiro valioso do Fórum Econômico Mundial, incentivamos você a aproveitar a oportunidade de sua participação no evento para se comprometer a agir sobre as mudanças climáticas.

Se você ainda não o fez, convidamos você a definir uma meta para atingir zero emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050 ou antes desta data. Esta iniciativa será abordada em várias reuniões da comunidade que ocorrem na reunião anual.

Esperamos ansiosamente que a Reunião Anual 2020 seja um momento decisivo para as ações empresariais sobre as mudanças climáticas e agradecemos antecipadamente por sua consideração e liderança em ajudar o mundo a resolver esse problema global urgente.”

Atenciosamente,

Brian Moynihan, Presidente e CEO do Bank of America, Presidente do Fórum Econômico Mundial do Conselho Internacional de Negócios 2019-2020

Feike Sijbesma, CEO e Presidente do Conselho, Royal DSM, Membro do Conselho de Administração do Fórum Econômico Mundial; Presidente do Fórum Econômico Mundial – Iniciativas em Sustentabilidade e Clima

Klaus Schwab, fundador e presidente executivo do Fórum Econômico Mundial.