Comissão Europeia vai propor metas climáticas mais ambiciosas

(Foto: Pixabay)

Reportagem da Reuters revelou que a Comissão Europeia pretende propor a União Europeia (UE) um corte de “pelo menos 55%” nas emissões líquidas de gases de efeito estufa em relação aos níveis de 1990 até 2030.

A UE deseja definir uma meta de curto prazo mais ambiciosa, a fim de atingir sua meta principal de emissões zero líquidas até 2050 e consolidar seu status como líder global em esforços para combater as mudanças climáticas.

A Comissão irá propor a nova meta climática para 2030 na próxima semana. O objetivo precisa da aprovação dos governos nacionais e do Parlamento Europeu, que estão divididos sobre o quão ambicioso deve ser.

Uma meta de emissões “líquidas” pode ser alcançada cortando a emissão de gases de efeito estufa de setores como indústria e geração de energia, e usando florestas ou tecnologias de captura de carbono para remover as emissões da atmosfera.

Pesquisadores e ativistas do clima disseram que, no curto prazo, usar remoções de emissões para cumprir as metas deve ser o último recurso, e a prioridade deve ser parar de produzir gases que aquecem o planeta em primeiro lugar.