Desmatamento é a 2ª maior causa das mudanças climáticas, alerta ONU

(Foto: Pixabay)

O desmatamento das florestas é responsável por, aproximadamente, 20% das emissões de gases de efeito estufa, sendo a segunda principal causa da mudança climática, atrás apenas da queima de combustíveis, revela novo relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).

Segundo o levantamento, as florestas têm a capacidade de absorver 2 bilhões de toneladas de CO2, por ano. A interrupção ou redução em zonas tropicais responde por até 30% da capacidade de mitigar as mudanças climáticas.

Além disso, são fonte de 20% da renda de famílias rurais em países em desenvolvimento. Cerca de 8 milhões de pessoas sobrevivem com menos de 1,25 dólares por dia nas regiões de florestas tropicais, savanas e seus arredores, na América Latina. Mundialmente, mais de 250 milhões de indivíduos vivem abaixo da linha da pobreza extrema nessas áreas: 63% estão na África, 34% na Ásia e 3% na América Latina.

O consumo de carvão vegetal é um obstáculo à proteção das florestas. Nas regiões em que a demanda é alta, a produção exerce pressão sobre os recursos florestais e contribui para a degradação dos ecossistemas, especialmente quando o acesso às florestas não está regulamentado.

Nos últimos 25 anos, cresceram no mundo as florestas manejadas para a conservação dos solos e das águas, mas essa expansão não foi verificada na África nem na América do Sul. Os territórios utilizados de maneira responsável representam hoje 25% de toda a cobertura vegetal do planeta. Nos países sul-americanos, o índice cai para apenas 9%.

** Com informações da ONU Brasil