Palmeira juçara ganha espaço em Ubatuba

O Instituto de Permacultura e Ecovilas da Mata (IPEMA) – em Ubatuba/SP – inaugurou o Espaço Juçara, um local de difusão de princípios ecológicos e  promoção do repovoamento e manejo sustentável da Palmeira Juçara e outras espécies nativas e de uso tradicional.

São diretamente beneficiadas pelo projeto, sete comunidades tradicionais caiçaras, quilombolas e indígena contaram com o apoio do IPEMA em ações como a consolidação do manejo sustentável da palmeira e de empreendimentos comunitários com foco na sociobiodiversidade. Estima-se que o projeto tenha atingido em ações de educação ambiental, direta ou indiretamente, cerca de 15% da população local, de diversos setores da sociedade, como professores, jornalistas, gestores ambientais, lideranças comunitárias, crianças e jovens.

images-01CASA-projjucara111-400x300

Outra conquista importante é a disseminação do uso da polpa dos frutos da juçara na alimentação escolar e na gastronomia regional, resultando no fortalecimento da segurança alimentar de centenas de pessoas da região, que hoje contam com um alimento de alto poder nutricional.

“Se antes a palmeira sofria a extração predatória para abastecer o lucrativo mercado palmiteiro, hoje as árvores são preservadas. Isso porque, após capacitação do projeto, hoje o que é retirado delas são seus frutos, que são transformados em polpa alimentar, gerando renda para as comunidades locais, contribuindo assim para a sustentabilidade do ecossistema”, explicam os coordenadores do IPEMA.

O IPEMA fica na Rua Beira Rio, 43 – Corcovado – Ubatuba/SP.