Unesco registra sete reservas biológicas no Brasil

(Foto: Pixabay)

O Conselho de Coordenação Internacional do Programa O Homem e a Biosfera – projeto de cooperação científica internacional – separou as reservas da Mata Atlântica e do Cinturão Verde em São Paulo, para que cada uma receba mais reconhecimento e recursos para conservação.

Com a decisão, o Brasil passa a ter sete zonas de preservação cadastradas na Rede Mundial de Reservas da Biosfera, iniciativa da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) para preservar regiões naturais. As outras cinco zonas são: Pantanal, Caatinga, Amazônia Central, Cerrado e Serra do Espinhaço.

A Mata Atlântica e o Cinturão Verde formavam uma única área de proteção na Rede Mundial, mas a necessidade de ter uma proteção específica para atender cada uma fez com que a Coordenação optasse por separá-las.

A Coordenação Internacional do Programa também determinou a inclusão de 23 novas reservas na Rede Municipal de Reservas da Biosfera.

** Com informações da ONU