Você sabia que pesca industrial captura albatroz? Conheça o trabalho do Projeto Albatroz

(Foto: Reprodução)

Criado em 1990, em Santos (SP), o Projeto Albatroz atua com o objetivo de reduzir a captura incidental de albatrozes e petréis, aves oceânicas ameaçadas de extinção. Atualmente, além da base em Santos (SP), opera também em Itajaí (SC), Itaipava (ES), Rio Grande (RS) e Cabo Frio (RJ). Albatrozes e petréis sofrem especialmente devido à interação com espinhel pelágico, técnica de pesca industrial praticada em alto-mar para capturar peixes grandes como atuns, espadartes (meca) e tubarões. Ao tentarem comer as iscas lançadas ao mar, as aves ficam presas aos anzóis e morrem afogadas.

O Projeto Albatroz, com o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, trabalha em parceria com o Poder Público, empresas pesqueiras e pescadores para proteger os albatrozes e petréis, ao mesmo tempo em que colabora com a conservação da biodiversidade marinha. Suas principais linhas de ação são o desenvolvimento de pesquisas – que servem, entre outras coisas, para subsidiar políticas públicas (nacionais e internacionais)-, e a promoção de ações de educação ambiental junto às escolas, pescadores e ao público em geral.