Bahia ganha primeira usina solar flutuante do Brasil

Usina Solar flutuante inaugurada em Sobradinho na Bahia.
(Foto: Bruno Spada/ Ministério de Minas e Energia)

A primeira etapa da usina solar flutuante no Reservatório de Sobradinho, foi inaugurada nesta segunda-feira (05). O valor do investimento nas duas plantas soma R$56 milhões.

Com 3.792 modelos de placas, a plataforma tem uma potência de geração de 1 Megawatt pico (MWp) e até 2020, deverá ter 2,5 MWp.

Este é o maior projeto de pesquisa e desenvolvimento de energia flutuante do país em um reservatório de hidrelétrica. O projeto aproveita a água de reservatórios, evita a desapropriação de terras e pode usar a mesma infraestrutura de transmissão de energia da hidrelétrica.

De acordo com a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), a usina é o primeiro estudo no país que irá comparar a eficiência de painéis solares instalados em terra e na água, e a eficiência da interação de uma usina solar com a operação de usinas hidrelétricas.

A região Nordeste é considerada a área com maior potencial para o aproveitamento de geração solar.

O presidente Jair Bolsonaro, que esteve presente na cerimônia de inauguração, afirmou que se os resultados forem positivos, o projeto será expandido para Itaipu e outras hidrelétricas.

** Com informações do G1