Bahia lidera produção de energia eólica no país

energia eólica
(Foto: Pixabay)

A Bahia investiu R$16,7 bilhões para construir empreendimentos de energia renovável, que beneficiaram 20 municípios. Hoje, o estado tem 170 parques eólicos em operação, mais de 1,3 mil aerogeradores e uma capacidade instalada de 4,1 Gigawatts (GW), e se tornou líder na geração de energia eólica no país.

A energia gerada nos 170 parques ativos tem capacidade de abastecer cerca de 8,3 milhões de residências e beneficiar, aproximadamente, 25 milhões de habitantes, quase o dobro da população baiana. Mas a energia gerada é distribuída para todo o país.

Apenas o complexo eólico Ventos de Santo Abraão, no município do Morro do Chapéu, teve uma capacidade de geração de 52,1% em abril, o maior registrado no período. No primeiro quadrimestre do ano, o complexo gerou 31% mais energia do que o restante do país.

Segundo o vice-governador João Leão, o estado tem 38 novos parques em construção e 86 estão para serem construídos. A expectativa é que os novos complexos gerem 53,5 mil empregos e injetem R$13,1 bilhões em investimentos no território baiano.

A Bahia também possui 29 parques se energia solar fotovoltaica em sete municípios, com 3 milhões de módulos fotovoltaicos e 777 Megawatts de capacidade instalada. A energia gerada no sertão baiano é capaz de beneficiar 3,5 milhões de habitantes. O segmento se prepara para crescer com os 23 parques prestes a iniciar a construção, que devem investir R$ 4 bilhões e podem gerar mais de 12 mil empregos.