Entenda as propostas do Diálogo Estratégico de Energia para os próximos 15 anos

Brasil anuncia reflorestamento, aumento de fontes renováveis de energia e eliminação de desmatamento ilegal até 2030

A presidente Dilma anunciou nos Estados Unidos, junto com a presidente Obama, plano de ação para a Conferência Mundial da ONU sobre o Clima (em dezembro – Paris).

“Reconhecendo a necessidade de acelerar o emprego de energia renovável para ajudar a mover nossas economias, Brasil e Estados Unidos pretendem atingir, individualmente, 20% de participação de fontes renováveis – além da geração hidráulica – em suas respectivas matrizes elétricas até 2030″, declarou a presidenta.

Considerando a matriz energética como um todo, eletricidade e combustíveis, Dilma também anunciou que o Brasil pretende:

  • atingir em 2030 uma participação de 28% a 33% de fontes renováveis (eletricidade e biocombustíveis) além da geração hidráulica.
  • eliminar o desmatamento ilegal em território nacional nos próximos 15 anos e,
  • reflorestar 12 milhões de hectares de floresta até 2030
  • aprimorar práticas de baixo carbono em terras agrícolas e pastagens por meio da promoção da agricultura sustentável e do aumento da produtividade;
  • promover novos padrões de tecnologia limpa para a indústria;
  • fomentar medidas adicionais de eficiência energética; e
  • aumentar a utilização doméstica de fontes de energia não-fósseis em sua matriz energética.

Conferência sobre o clima em Paris
Na declaração conjunta, Dilma e Obama também expressaram o compromisso de trabalhar entre si e com outros parceiros para superar potenciais obstáculos a um acordo ambicioso e equilibrado na Conferência Mundial da ONU sobre o Clima (COP21), que será realizada em Paris no dezembro próximo.

“Saúdo essa decisão pela importância que tem o efeito estufa e o nosso compromisso de manter [a preservação] do meio ambiente e a redução da temperatura impedindo que ela aumente mais que 2 graus”, disse a presidenta.

Dilma Rousseff lembrou também que Brasil e Estados Unidos são dois países continentais, que têm grandes áreas em que a meta de redução é muito importante e destacou que o Brasil assumiu compromissos próprios com o código florestal.

Declaracao-imprensa-Dilma-Obama

 

** com Blog do Planalto