Entidades latino-americanas pedem ações de proteção às abelhas

(Foto: Pixabay)

Entidades latino-americanas ligadas à defesa do meio ambiente, agroecologia, saúde e reforma agrária pediram os países membros da Organização dos Estados Americanos (OEA) que declarem as abelhas como Patrimônio Natural Nacional.

A iniciativa pretende fazer com que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos adote medidas efetivas para proteger as abelhas, pelo fato de a polinização ser essencial na preservação da diversidade biológica e para assegurar a segurança alimentar.

As entidades querem que sejam adotadas medidas urgentes sobre o uso de agrotóxicos, com revisão imediata das indicações de uso dos princípios ativos e dos produtos formulados de substâncias que tenham impacto na saúde e no comportamento das abelhas. O objetivo é a proibição definitiva desses produtos.

Os ativistas ainda pedem que os agrotóxicos que causam a morte das colmeias, os neonicotinoides, os à base de fipronil e com glifosato na sua formulação, sejam proibidos.