Marinha detecta a presença de novo óleo no Nordeste

(Foto: Ibama)

O contra-almirante e comandante da segunda divisão da esquadra da Marinha, Valicente, informou que os fragmentos de óleo que foram encontrados em praias do Ceará, em dezembro, não têm a mesma origem das manchas que contaminam o litoral brasileiro desde agosto.

“Nós tivemos agora, no dia 30 de dezembro, praias que foram afetadas por outro óleo. Chegou um óleo que foi identificado, fizemos análise e identificamos que não é o mesmo que apareceu no nosso litoral”, diz.

O contra-almirante afirmou que, no momento, nenhuma praia possui vestígios de óleo no Ceará.

O novo óleo foi identificado durante a 3ª Fase da Operação “Amazônia Azul-Mar Limpo é Vida!”. A ação monitora as manchas de óleo que apareceram no litoral brasileiro. 

A origem dos fragmentos de óleo no litoral ainda é desconhecida. Até o dia 16 de janeiro, foram 999 pontos atingidos pelas substâncias em todo país, segundo último levantamento do Ibama.

Há registro de manchas de óleo nos nove estados do Nordeste, no Espírito Santo e no Rio de Janeiro.

** Com informações do G1