MMA lança programa de pagamento por serviços ambientais

meio ambiente
(Foto: Pixabay)

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) lançou o programa Floresta +Carbono, instrumento do governo federal para incentivar o pagamento por serviços ambientais com foco no mercado de créditos de carbono.

A iniciativa complementa o Programa Floresta+, lançado em julho pelo MMA. A nova modalidade “prevê a geração de crédito de carbono por meio da conservação e recuperação da vegetação nativa”. A geração de crédito poderá ser por meio do sequestro de carbono já emitido ou do que for mantido no solo.

Segundo a pasta, as empresas privadas serão responsáveis pelo desenvolvimento de projetos de neutralização e crédito de carbono, fazer as auditorias e certificações dos projetos, além de serem potenciais compradoras do crédito.

O governo não irá interferir no preço a ser pago pela tonelada de carbono, que equivale a um crédito. Ao contrário do CBio – crédito de descarbonização do setor de energias renováveis negociado na B3 –, o Floresta+ Carbono “vem de uma demanda voluntária das empresas”.