PECUARISTAS DISCUTEM SAÚDE DO REBANHO LEITEIRO

 

Começa a 15º edição do Interleite Brasil, que acontece hoje (4) e amanhã em Uberlândia, Minas Gerais, e um dos principais assuntos em discussão – que tem tudo a ver com a segurança alimentar – é a ampliação do período mais crítico da saúde das vacas leiteiras – de 42 dias (21/21) para o período entre 60 dias antes e 30 após o parto. Segundo a Elanco, o período maior é essencial para a imunidade e o balanço energético do animal.   

vaca

“Os 90 dias vitais reduzem as chances de infecções, o que potencialmente diminui o uso de antibióticos. Isso auxilia a manutenção da saúde das vacas, contribuindo para manter o suprimento de laticínios saudáveis e para reduzir os custos de produção. Os cuidados nessa fase são determinantes para a vaca alcançar com sucesso as fases de pico do ciclo de lactação, período no qual a contribuição para a rentabilidade da fazenda é maior”, informa Jorge Ehrhardt, Gerente de Marketing de Gado de Leite da Elanco, empresa global que desenvolve e comercializa produtos para melhorar a saúde e a produção animal.O tema realmente é importante para garantia de um melhor produto lácteo e preservar a vida do animal.