Oceana lança campanha contra a pescaria extrativista

(Foto: Divulgação/ Oceana)

A organização não governamental Oceana lançou a campanha “Oceano pede Ajuda”, para sensibilizar os ministros da Agricultura, Blairo Maggi, e do Meio Ambiente, José Sarney Filho – responsáveis pela gestão compartilhada da pesca no Brasil – sobre a atividade pesca extrativa nos oceanos.

O objetivo é que seja retomada a coleta, análise e divulgação de dados sobre este segmento. Segundo a organização, desde 2011, o governo não faz a coleta e divulga dados sobre a pesca, gerando risco à vida marinha e prejuízos à sociedade.

“Essa é uma atividade que não precisa de licenciamento ambiental ou análise de risco. Precisamos, no mínimo, ter dados confiáveis sobre essa atividade para viabilizar uma gestão adequada. Sem informações e pesquisa, não sabemos quais espécies estão em condições saudáveis e quais estão sobrepescadas. Estamos explorando a vida marinha às cegas. Isso pode gerar enormes prejuízos ambientais e socioeconômicos, podendo significar inclusive que estamos plantando o colapso de pescarias comercialmente importantes”, afirma a bióloga marinha diretora geral da Oceana no Brasil, Monica Peres.

https://www.youtube.com/watch?v=CzN7d0GwzO4&feature=youtu.be

Criada em 2001, a Oceana atua na proteção e recuperação dos oceanos em escala global, por meio de campanhas e estudos científicos, a fim de auxiliar na recuperação e proteção da biodiversidade marinha.