Papa faz apelo pela preservação da Amazônia

(Foto: Divulgação Vaticano)

O papa Francisco disse que a Amazônia está “seriamente ameaçada” com o número recorde de queimadas, pelo impacto das mudanças climáticas e pelo desmatamento.

Durante o seu discurso na oração do Ângelus, Francisco fez um apelo para o mundo adotar um estilo de vida “mais simples” para respeitar o meio ambiente.

Entre as soluções apontadas pelo papa estão abandonar a dependência de combustíveis fósseis, adotar formas de energia limpa e fazer uma transição mais rápida para a economia circular e sustentável.

“Este é o momento de refletir sobre nossos estilos de vida e sobre como nossas escolhas diárias em termos de comida, consumo, movimento, uso de água, energia e tantos bens materiais são frequentemente imprudentes e prejudiciais”, alertou os fiéis.

O pontífice acrescentou que os povos indígenas precisam ser ouvidos, já que o seu conhecimento secular pode nos ensinar a ter um relacionamento melhor com o meio ambiente.

O apelo do Papa acontece dois dias depois de bispos da Amazônia divulgarem uma carta na qual defendem a preservação da Amazônia. 

O papa Francisco ainda lembrou que a Amazônia será tema do Sínodo dos Bispos, que acontecerá em outubro.

** Com informações da Época Negócios