Preservação da Amazônia enfrenta obstáculos, diz Salles

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles
(Foto: Pedro Calado/ Secretaria do Meio Ambiente)

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, reconheceu que a preservação da Amazônia enfrenta problemas, como desenvolver a economia sustentável na região, durante a 25ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 25).

Segundo Salles, o Brasil cuida muito bem da Amazônia, mas ainda é necessário criar um plano de desenvolvimento econômico para que os mais de 20 milhões de brasileiros, que vivem na região, tenham a oportunidade de ter um trabalho adequado e sustentável.

Ele também pretende apresentar resultados das emissões de gases de efeito estufa a partir do ano que vem.

Durante a Conferência, o ministro pretende arrecadar recursos estrangeiros para a área ambiental, principalmente, de um fundo de US$100 bilhões para custear iniciativas de países emergentes para combater o avanço das mudanças climáticas e alcançar as metas do Acordo de Paris.

O Brasil se comprometeu a reduzir as emissões de carbono em 37% até 2025 e em 43% até 2030, em relação aos dados de 2005.

Para Salles, o país presta serviços ambientais ao planeta com um índice de conservação considerável e, por isso, deve receber uma compensação financeira.

** Com informações da CBN