Relatório sobre barragens de mineração descarta acidente em São Paulo

(Foto: Reprodução)

Em estudo, o grupo de trabalho de Barragens de Mineração e Transformação Mineral do Governo do Estado de São Paulo concluiu que não há a possibilidade de ocorrer um acidente no estado paulista com as proporções do que aconteceu na cidade de Mariana, em Minas Gerais.

Segundo o coordenador do grupo e subsecretário de Mineração, José Jaime Sznelwar, “não temos nenhuma barragem com o volume e o tamanho da existente em Mariana, mas temos que nos antecipar para evitar problemas que possam causar interrupções de vias e restrição no abastecimento de água”, explicou.

O relatório apresenta 27 recomendações para que empresas, órgãos públicos e fiscalizadores adéquem as estruturas e adotem novas tecnologias nas barragens de São Paulo. Entre elas estão: garantir que os empreendimentos tenham assistência técnica de engenheiros de minas e de geotecnia; incentivo a novas formas de monitoramento; a formação de mão de obra técnica e superior em geotecnia e barragem; e a adoção do APELL Mineração – Sistema criado pela ONU de Alerta e Preparação de Comunidades para Emergências.

O grupo visitou mais de 30 empresas, entre mineradoras, fábricas de equipamentos e soluções técnicas, durante 90 dias para elaborar o estudo, que será enviado para o DNPM e o Ministério de Minas e Energia, para contribuir com o trabalho desenvolvido em todo o território nacional.