Salles critica Ibama e Funai em questões indígenas

(Foto: Luiz Felipe Barbiéri/ Reprodução G1)

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, criticou a atuação dos órgãos ao falar sobre uma multa de R$2,7 milhões aplicada pelo Ibama a produtores rurais com contrato com associações indígenas para explorações de quatro terras demarcadas em Mato Grosso.

A multa foi aplicada após ficar comprovado o plantio de soja e milho transgênicos na área. A pesquisa e o cultivo desses organismos em terras indígenas são proibidos por lei desde 2007.

Para o ministro, o governo deve respeitar o poder de decisão dos indígenas sobre de que maneira querem agregar ao dia a dia e afirmou ainda ser contraditório o discurso de valorizar a autonomia da cultura indígena e, ao mesmo tempo, dizer o que é ou não permitido aos índios.

Em relação ao uso de recursos públicos, Salles disse que as políticas fomentadas por outros governos estavam fora da realidade e a aplicação de recursos  em favor de medidas “desconectadas da realidade” faz com que os objetivos não sejam alcançados.

** Com informações do G1