Furacão Irma se aproxima do Caribe enquanto Estados Unidos e Ásia se recuperam das inundações

(Foto: Adrees Latif/ Reuters)

Cidades na Índia, Nepal, Bangladesh e o estado do Texas, nos Estados Unidos, começam a se recuperar dos danos causados pelas inundações na semana passada.

Considerado o pior desastre natural a tocar o solo texano nos últimos 50 anos, o Furacão Harvey atingiu a região de Houston, no estado do Texas, no último dia 25, e causou inundações catastróficas. Aproximadamente, 50 pessoas morreram, mais de 1 milhão de habitantes foram deslocados e cerca de 200 mil casas foram danificadas.

Segundo a AccuWeather, a tempestade será o desastre natural mais caro da história dos Estados Unidos, com um prejuízo de quase US$ 190 bilhões, valor que equivale a 1% do produto interno bruto atual do país e é superior a combinação dos estragos causados pelos furacões Katrina (2005) e Sandy (2012).

“O Katrina gerou um gasto de, se eu me lembro, mais de US$ 120 bilhões, mas quando você olha para o número de casas e negócios afetados aqui, eu acho que irá custar muito mais que os US$ 120 bilhões, provavelmente, de US$ 150 bilhões a US$ 180 bilhões”, disse Greg Abbott, governador do Texas à Fox News.

Ontem (03), milhares de habitantes do lado oeste da cidade de Houston tiveram que sair de casa, após a liberação de água que havia se acumulado no reservatório.

O presidente Donald Trump, que esteve em Houston com a primeira-dama Melania no último sábado (02), solicitou ao Congresso americano o desbloqueio de US$ 7,9 bilhões para ajudar na recuperação das áreas atingidas.

Nos três países asiáticos, o impacto foi muito maior do que nos Estados Unidos. As inundações causaram mais de 1.500 mortes e milhões de pessoas perderam suas casas e lavouras.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), 41 milhões de pessoas foram afetadas pelas inundações. Outras organizações humanitárias falam em 16 milhões de atingidos.

“Só tinha água. Havia apenas algumas casas perdidas em meio a grandes quantidades de água, e podemos ver muitos campos completamente cobertos de água. Tinha água até onde os olhos podiam ver”, disse Corinne Ambler, que trabalha com a Cruz Vermelha em Bangladesh, à BBC, após sobrevoar áreas inundadas.

Na Índia, 1,2 milhões de hectares foram cobertos pelas inundações e 160 aldeias foram atingidas no estado de Bengala Ocidental. Em Bihar, mais de 17 milhões de habitantes foram afetados. Os estados de Jharkhand, Assam e Gujarat também sofrem com os impactos das inundações.

Furacão Irma ameaça Caribe

O Furacão Irma, de categoria três na escala Saffir-Simpson, continua se deslocando pelo Oceano Atlântico em direção ao Caribe. Segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês) dos Estados Unidos, o furacão está se aproximando das Pequenas Antilhas e algumas ilhas já estão em alerta.

A previsão é que o fenômeno climático ganhe força nos próximos dois dias. As ilhas de Antigua, Barbuda, Anguilla e Montserrat, Saba, São Eustáquio e Saint Martin estão em estado de alerta. A República Dominicana, Porto Rico, Bahamas e a costa sudeste dos Estados Unidos também estão atentas a trajetória do furacão, que pode atingir a região no próximo fim de semana.

** Com informações do G1, da BBC e da EFE.