Tribunal suspende desmatamento para construção de fábrica da Tesla

toras de madeira, árvores desmatadas, desmatamento
(Foto: Pixabay)

O Tribunal Administrativo Superior de Berlim-Brandemburgo, na Alemanha, determinou que a Tesla interrompa imediatamente o desmatamento de uma floresta próxima a Berlim. A montadora pretende construir no terreno sua primeira fábrica na Europa.

O desmatamento e a construção da fábrica foram criticados por ambientalistas. A associação de proteção ambiental Grüne Liga Brandenburg entrou com um recurso na justiça para a paralisação imediata do desmatamento. 

Na liminar, o tribunal afirma que o “já avançado” trabalho de derrubada da floresta seria “concluído em três dias”. Por isso, a corte suspendeu a ação da Tesla até a análise do recurso ser concluída e o tribunal chegar a uma decisão final sobre o tema.

“Não devemos presumir que a moção que busca proteção legal trazida pela Grüne Liga não tem qualquer chance de sucesso”, diz um comunicado do tribunal.

A Tesla recebeu autorização do Ministério do Meio Ambiente para desmatar o terreno, na última quinta-feira, mas “por sua conta e risco”, já que a montadora ainda não recebeu a licença final para a construção do prédio.

Segundo o ministro alemão, reclamações contra a nova fábrica ainda podem ser feitas até o dia 05 de março e, depois, a permissão da Tesla será analisada.

O CEO da Tesla, Elon Musk, anunciou a construção da quarta fábrica da montadora em novembro e afirmou que o plano é dar início a produção de veículos elétricos no próximo ano. A expectativa é que a fábrica produza 150 mil veículos por ano, podendo chegar a 500 mil.