Uso de água crescerá 24% até 2030 no Brasil

(Foto: Freepik)

Na próxima década, o consumo de água tratada no país deve aumentar 24% em relação ao volume atual até 2030, como resultado do processo de urbanização, expansão da indústria, do agronegócio e da economia, aponta novo relatório da Agência Nacional de Águas (ANA) divulgado pela revista Época Negócios.

De acordo com o estudo, em 2017, foram consumidos 2.083 metros cúbicos por segundo (m³/s) em todo o país. O principal destino foi o agronegócio, sendo 52% do volume total usado na irrigação e 8% na criação de animais.

O abastecimento humano nas cidades representou 23,8% do consumo, seguido pela indústria (9,1%), usinas termoelétricas (3,8%), abastecimento rural (1,7%) e mineração (1,6%).

Para o diretor da ANA, Marcelo Cruz, a projeção é preocupante e é um sinal de alerta para ter uma gestão melhor do recurso, já que “mais da metade das águas que retiramos dos mananciais e produzimos não chega ao consumidor por problemas de infraestrutura”.

Em relação aos reservatórios, as chuvas de 2018 têm colaborado para recuperar os maiores reservatórios do país, como Sobradinho (BA), Furnas (MG) e o Rio Descoberto, no Distrito Federal. A melhora levou a Agência Reguladora das Águas do DF anunciar o fim da “situação crítica de escassez hídrica”.

** Com informações da Época Negócios