A cada R$ 1 investido em pesquisa, agronegócio paulista fatura R$ 27

(Foto: Unsplash)

Segundo estudo da Universidade de São Paulo (USP), a cada R$1 aplicado em pesquisa e desenvolvimento, educação superior e extensão rural, o aumento da produtividade retorna R$12 para a economia paulista.

O investimento da Fapesp em bolsas de estudo, projetos de pesquisa e infraestrutura em agronomia e agricultura deram um retorno de R$27 a cada R$1 aplicado. Enquanto universidades públicas que formam mão de obra especializada possuem um retorno de R$30.

O cálculo teve como base a contribuição de instituições que financiam, geram e disseminam conhecimento de interesse do setor produtivo.

“Hoje se diz com frequência que o agronegócio sustenta a economia brasileira em meio à crise. Isso é o resultado de investimentos em pesquisa e de políticas públicas de longo prazo, mantidas de forma razoavelmente consistente pelas instituições públicas do Estado de São Paulo nos últimos 60 anos”, afirma o economista Alexandre Chibebe Nicolella, que coordenou a pesquisa com o agrônomo e economista Paulo Cidade de Araújo, da Esalq.

Com o aumento de produção, o agronegócio paulista movimentou R$ 267,9 bilhões, em 2017, o equivalente a 13,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado.

** Com informações da EsalqTec