Embrapa fornece hortaliça orgânica para agricultores no Rio de Janeiro

(Foto: Aline Bastos/ Embrapa)

Habitantes do Rio de Janeiro podem encontrar uma nova opção de hortaliça orgânica nas feiras cariocas: a soja hortaliça, também conhecida por edamame. 

A soja BRS 267 foi desenvolvida pela Embrapa Soja, Embrapa Trigo, Embrapa Agrobiologia e Embrapa Agroindústria de Alimentos. O cultivo, que começou em 2017, tem como objetivo fomentar a produção da edamame como hortaliça no Brasil, principalmente, para produção orgânica. 

Atualmente, a soja é produzida como commodity em grandes propriedades rurais no Brasil e o tipo edamame comercializada no país é importada da China. 

Os pesquisadores constataram em testes que o cultivo da soja hortaliça contribui para a sustentabilidade da agricultura familiar no Rio de Janeiro, apresenta bons resultados no solos e é resistente ao estresse hídrico e a outras características das regiões avaliadas.

Segundo a pesquisadora da Embrapa Agrobiologia, Claudia Pozzi Jantalia, durante o cultivo é feita a inoculação de bactérias para fixação de nitrogênio no solo.

“O processo de simbiose entre planta bactéria é como uma fábrica natural de nitrogênio, promove um crescimento vegetal vigoroso, por fixar o nitrogênio do ar. Esse nutriente é fundamental para produção de proteína da leguminosa, o que ocorrera sem adição de fertilizantes”, explica Jantalia. “Os benefícios da  inoculação com bactérias também estão sendo verificados em pequenas produções orgânicas”, complementou.

A soja hortaliça tem se mostrado adequada para pequenas produções, artesanais, orgânicas, plantada em uma área livre de transgênicos. Outra vantagem apontada pelos pesquisadores é a adoção em circuitos curtos de comercialização, do campo à mesa do consumidor.