Indígenas usam sistema de irrigação movido a energia solar na plantação

(Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

A aldeia indígena Xerente em Tocantína, na região central do Tocantins, dribla a falta de chuva com um projeto de irrigação, que leva água do rio Tocantins às plantações, através da energia solar.

Os pesquisadores do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) e uma ONG instalaram quatro painéis solares para gerar energia e irrigar as plantações.

“Fazia algum tempo que eles não tinham mais a prática de plantar, de ter o seu cultivo na sua roça. Isso vem somar melhorando a dignidade, a qualidade de vida”, explicou Hertz Ward, representante do Instituto Ekos de Pesquisa Ambiental, ao G1.

O rio Tocantins abastece as aldeias locais e a agricultura. Durante a cheia, as margens ficam cobertas pela água e quando o rio baixa, a terra que estava no fundo passa a ser fértil. Entretanto, o ciclo das águas não é mais o mesmo desde a instalação de uma hidrelétrica na região.

Graças ao projeto, há alimentos para a mesa, como feijão, milho, abóbora e outras verduras, que tem feito a diferença para 10 famílias da aldeia.

** Com informações do G1