Investidores querem o fim do desmatamento causado pela soja

(Foto: Pixabay)

Cinquenta e sete investidores do grupo Ceres, que defende práticas sustentáveis, enviaram uma carta a 25 empresas para acabar com o desmatamento associado à produção de soja na América do Sul.

Os investidores, que representam cerca de US$6,3 trilhões, pedem que a criação de metas e prazos, a publicação das políticas de desmatamento e os dados sobre a origem de sua soja pelas empresas.

“Embora reconheçamos o importante papel da agricultura e da produção de soja para o desenvolvimento econômico e o sustento de agricultores, estamos preocupados com as questões ambientais e sociais associadas à produção não sustentável de soja, que poderia ter um impacto significativo sobre companhias que compram a commodity”, diz a carta.

Em nota, a Bunge – uma das empresas que receberam o documento – afirmou que está trabalhando para tornar a sua produção mais sustentável e que pretende ter uma cadeia de suprimentos livre de desmatamento até 2025.

** Com informações do Globo Rural