Participação feminina no campo cresce mais de 18% em 11 anos

Imagem ilustrativa (Foto: jcomp Freepik)

Estabelecimentos agropecuários com mulheres no comando aumentaram de 12,7% para 18,7% entre 2006 e 2017. Outras 817 mil mulheres dividem a direção da empresa com o cônjuge. A constatação é do Censo Agropecuário 2017, divulgado oficialmente pelo Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE).

A pesquisa foi feita em mais de 5 milhões de estabelecimentos agropecuários de todo o país e destaca, dentre outras, informações sobre agricultura familiar, mecanização, pessoas ocupadas e acesso à internet. 

A agricultura familiar corresponde por 77% dos estabelecimentos, de acordo com o levantamento, e emprega mais de 10 milhões de pessoas, o equivalente a 67% dos trabalhadores do agronegócio.

No período, a contratação de mão de obra para os estabelecimentos agropecuários com intermediação de terceiros (empreiteiros, cooperativas e empresas) cresceu em 143%, passando de 251.652 para 611.624 no período.

Em relação a faixa etária, não houve renovação geracional na produção rural. Os jovens com menos de 25 anos correspondem a apenas 2% nos estabelecimentos. Entre 25 e 35 anos, a participação é de 9,3%. Entre 55 e 65 anos, o índice subiu para 23,5% e maiores de 65 anos, a porcentagem subiu para 23,2%.

** Com informações do Ministério da Agricultura