União Europeia aprova novas regras para fertilizantes orgânicos

solo-plantar
(Foto: Freepik)

Embaixadores da União Europeia (UE) e o Parlamento Europeu chegaram a um acordo sobre as novas regras para fertilizantes com base ecológica ou de matérias-primas secundárias começarem a ser vendidos no bloco.

Segundo os legisladores da UE, isso ajudará a reduzir o desperdício, o consumo de energia e os danos ambientais, além de limitar os riscos à saúde humana.

“O novo regulamento trará ao mercado uma ampla variedade de fertilizantes inovadores e mais amigos do ambiente. Fabricantes, agricultores, mas também consumidores de produtos agrícolas, podem ganhar com o crescimento esperado na produtividade agrícola e em solos mais limpos”, disse Elisabeth Köstinger, Ministra Federal da Sustentabilidade e Turismo da Áustria.

O regulamento determina regras de segurança, qualidade e requisitos de rotulagem para todos os fertilizantes (minerais, biológicos, corretivos de solos, cultivo, etc); limitou a quantidade de substâncias tóxicas; incluiu um novo limite para a presença de cádmio, que deverá ser revisada a cada quatro anos;

Além disso, a nova legislação pretende expandir o mercado de adubos e fertilizantes orgânicos. Atualmente, apenas os fertilizantes convencionais podem ser comercializados livremente em toda a UE, enquanto os orgânicos não estão incluídos no Regulamento de Fertilizantes vigente.

** Com informações do Parlamento Europeu