Universidade de Brasília cria biofertilizante para aumentar produtividade

(Foto: Unsplash)

Pesquisadores do Instituto de Química da Universidade de Brasília (UnB) desenvolveram, em parceria com a Embrapa, a substância Krill A32, um biofertilizante a base de carbono.

A nanotecnologia é capaz de aumentar a produtividade das plantas, o valor nutritivo dos alimentos, reduzir o uso de defensivos agrícolas e tornar a lavoura menos vulnerável à pragas e à seca.

A substância poderá ser usada na recuperação de áreas degradadas, no manejo florestal para produção de madeira e celulose, e na intensificação da atividade agrícola.

O nano composto é atóxico e pode ser aplicado nas raízes e nas folhas de plantas, como a alface, o alho, arroz, cacau, milho e soja.

** Com informações da Agência Brasil