Balanço Bio Brazil Fair – R$ 1,5 milhão em negócios

(Foto: Vera Moreira)

Feiras de produtos orgânicos e naturais direcionam mercado na contra-mão da economia

Com recorde de público, BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH AMERICA LATINA e NATURALTECH impulsionam negócios e deixam mercado otimista para o restante do ano. Setor orgânico estima crescimento de até 30% e faturamento de R$ 2,6 bilhões em 2015.

O balanço final da 11ª edição das feiras BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH AMERICA LATINA e NATURALTCH, encerradas no último 13 de junho, foi extremamente positivo para o mercado de produtos orgânicos e naturais. Durante os quatro dias, 17.669 pessoas compareceram a Bienal do Ibirapuera para conferir, em primeira mão, as últimas novidades em produtos e serviços apresentadas por 265 empresas do setor.

Entre os visitantes, há uma parcela que corresponde ao varejo especializado –entre supermercados, farmácias, clínicas, hospitais, academias, spas e outros. A quantidade de profissionais ligados a esse segmento na feira foi 30% maior em relação a 2014, o que refletiu na quantidade de negócios realizados no pavilhão e deixou o mercado otimista para o restante do ano.

Outras iniciativas também contribuíram para os bons resultados da edição. Realizada em parceria com o Sebrae, a Rodada de Negócios foi palco de 256 reuniões, apenas em dois dias, e ponto de encontro entre 20 compradores e 91 vendedores. As conversas renderam R$ 147.500,00 em negócios realizados no evento e R$ 1.022.500,00 em expectativa futura.

Abdala Jamil Abdala, presidente da Francal Feiras, avalia que os resultados são consequência de um trabalho iniciado há mais de 10 anos. “Cada vez mais, as feiras oferecem um ambiente propício para o relacionamento entre mercado, varejo e público final. Por outro lado, estamos falando de setores em amplo crescimento no Brasil e que, nos últimos anos, aumentaram a oferta de produtos para conquistar novos consumidores preocupados com a saúde e o bem-estar. Ainda há muito trabalho a fazer, mas essa é a prova de que estamos no caminho certo”.

Com base no faturamento de 2014, análises com órgãos de varejo e acompanhamento de grandes redes, o Projeto Organics Brasil – desenvolvido pelo IPD (Instituto de Promoção do Desenvolvimento) em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) – estima que o crescimento do setor orgânico no Brasil, em 2015, seja de até 30% e o faturamento atinja R$ 2,6 bilhões.

Já os produtos naturais – alimentos e bebidas orgânicos, funcionais, naturalmente saudáveis, livres de gordura, açúcar, sal, carboidratos, glúten e lactose – movimentaram US$ 35 bilhões no Brasil em 2014, de acordo com levantamento do instituto internacional de pesquisas, Euromonitor. O crescimento nos últimos cinco anos foi de 98%.

Para Abdala, o otimismo do mercado em relação aos índices de crescimento pôde ser confirmado na BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH AMERICA LATINA e NATURALTECH. “As feiras costumam ser o termômetro deste mercado. Se a edição superou as expectativas de expositores e público, é correto dizer que teremos um ano bastante promissor em volume de negócios e vendas”.

Eventos paralelos

A extensa grade de programações atraiu milhares de pessoas a Bienal do Ibirapuera para acompanhar palestras, encontros, aulas de culinária e seminários relacionados ao setor orgânico, à saúde e ao bem-estar – todos gratuitos e abertos ao público.

A BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH AMERICA LATINA recebeu, novamente, o Fórum Internacional de Agricultura Orgânica e Sustentável. O nível qualificado das palestras foi garantido pela presença de renomados profissionais e autoridades do mundo orgânico, como Rogério Dias, coordenador de agroecologia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Pedro Paulo Diniz, proprietário da Fazenda da Toca; Marcelo Cavalheiro, diretor da Mundo Verde;Sérgio Angheben, da Itaipu Binacional,entre outros. O mercado internacional esteve representado por Peter Grosh, da BCS América do Sul, e Riccardo Cozzo, da Bioagricoop, palestrantes que participaram do Fórum a convite do Organics Brasil.

Na Naturaltech, a programação abrangeu eventos destinados aos segmentos de spas (4º Seminário ABC SPAS), aromatologia (3º Encontro de Aromatologia) e vegetarianismo (8ª Seminário SVB). Além disso, em todos os dias os visitantes puderam assistir a aulas de culinária vegetariana no 7º Festival da Cozinha Vegetariana, que reuniu 31 chefs para apresentar mais de 40 receitas.

**Informações Mauro Braga / Jota Silvestre – Primeira Página Assessoria de Comunicação e Eventos