Brasil pode faturar quase R$3 trilhões com economia verde

(Foto: Pixabay)

Se o Brasil adotar uma ‘economia verde’ no pós-pandemia, podem ser criados 2 milhões de empregos e adicionar R$2,8 trilhões ao Produto Interno Bruto (PIB) do país, um aumento de 38% em relação ao PIB de 2019, mostrou o estudo Uma Nova Economia desenvolvido pela WRI Brasil, a UFRJ, ex-ministros de finanças do Brasil e executivos do Banco Mundial.

Além dos benefícios econômicos, a ‘economia verde’ ajudará o Brasil a se tornar mais resiliente às mudanças climáticas. A expectativa é que o aquecimento global cause impactos mais severos do que a Covid-19.

O estudo focou em estratégias para três setores estratégicos da economia: infraestrutura, indústria e agronegócio. As propostas incluem o desenvolvimento de uma infraestrutura “de qualidade” e que não prejudique o meio ambiente; criar tecnologias sustentáveis que reduzam o consumo de combustíveis fósseis; e o aumente da eficiência na agricultura, a partir do uso mais eficiente do solo.

Todas as ações propostas no relatório podem promover uma redução de 42% nas emissões de gases de efeito estufa do Brasil até 2025, em comparação ao registrado em 2005.