CEOs defendem capitalismo sustentável em Davos

(Foto: World Economic Forum/ Mattias Nutt)

Executivos de diversas áreas defenderam a substituição do atual modelo de capitalismo, o Shareholder, para o Stakeholder. O assunto foi debatido no painel “Economia Stakeholder: O que esperar das lideranças corporativas?” do Fórum Econômico Mundial.

Atualmente, o capitalismo Shareholder tem como objetivo a empresa gerar lucro para seus acionistas. Para o CEO e fundador da Salesforce, Marc Benioff, “a economia shareholder trouxe desigualdade e uma crise climática”.

O Fórum Econômico Mundial divulgou o “Davos Manifesto 2020”, um documento em que afirma que no novo capitalismo, uma empresa deve se empenhar com todos os stakeholders, ou seja, a qualquer um que depende do sucesso da companhia, que inclui acionistas, funcionários e a comunidade local. Além de criar um valor sustentável e compartilhável

Feike Sybesma, CEO da DSM, ecoou a ideia da Terra ser o stakeholder na economia atual. “Nós servimos ao modelo econômico ou o modelo econômico serve a nós? Perdemos o rumo. E ninguém irá ter sucesso em um mundo que está ruindo”, disse.

A mudança na economia também significa que as empresas não podem mais permanecer em suas zonas de conforto. A natureza dos negócios mudou e não se trata mais de prosperar, mas de sobreviver.