Empresas europeias impõem redução do desmatamento no Brasil

(Foto: Pixabay)

Um grupo com 87 empresas europeias pediu que o Brasil mantenha políticas de combate ao desmatamento ilegal para manter relações comerciais com o país. 

Entre os signatários do pedido estão a rede francesa Carrefour, a Associação Belga de Alimentos (BFA) e o Consórcio Britânico de Varejo (BRC).

Segundo uma reportagem do G1, outra correspondência foi endereçada diretamente ao embaixador brasileiro em Londres, Fred Arruda, para pedir explicações sobre as recentes movimentações para o fim da Moratória da Soja.

A Moratória da Soja é um acordo criado, em 2008, entre tradings e indústrias para não comprar a oleaginosa cultivada em áreas desmatadas na Amazônia.

No mês passado, produtores de soja do Brasil iniciaram um movimento que busca acabar com a Moratória. Um grupo de agricultores defende que é direito do proprietário de utilizar a produção de alimentos 20% da área dentro da Amazônia.

A consultora de políticas de sustentabilidade do BRC disse que reconhece os avanços no combate ao desmatamento que o Brasil teve nos últimos dez anos, mas se mostrou preocupado com o aumento recente do desmatamento.

“Nossos membros estão comprometidos a eliminar o desmatamento das prateleiras e é isso que nossos clientes esperam de nós”, disseram.

** Com informações do G1